Indústria e varejo apontam para retomada do crescimento

23/08/2017 15h11 - Por: Adm
 
Escreva aqui a legenda da foto

Apesar de algumas empresas ainda apresentarem dificuldades para contratar ou mesmo manter o emprego dos seus trabalhadores, a expectativa da indústria e do varejo é de crescimento. Neste mês de agosto tivemos boas notícias sobre investimento na indústria. A Volkswagen do Brasil anunciou aporte de R$ 2,6 bilhões para o desenvolvimento e a fabricação do Novo Polo e do Virtus na fábrica da Via Anchieta em São Bernardo do Campo, como parte do cronograma de investimentos da empresa no Brasil, até 2020. Também no ABC Paulista, em Santo André, a TP Industrial do Brasil, ex-Pirelli Industrial divulgou investimentos de 110 milhões até 2019. Esses recursos vão gerar aproximadamente 400 vagas diretas e cerca de mil indiretas. Somente neste ano, o total de investimentos chegará a R$ 30 milhões na fábrica, que passa a ser o centro mundial da empresa para o desenvolvimento de pneus agrícolas.

No varejo esta semana a Cooperativa da Rhodia anunciou investimentos de R$ 34 milhões para expansão da rede. Somente em São Bernardo serão investidos R$ 13,4 milhões para a instalação da quinta unidade na cidade, com a contratação de 148 vagas diretas de um total de 190 colaboradores. Os índices divulgados nesta semana também apontam para uma retomada do crescimento. O Índice de Confiança da Indústria medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 1,5 ponto e chegou a 92,3 pontos em uma escala de zero a 200 na prévia de agosto do indicador. Segundo a entidade, a melhora do índice foi provocada por um aumento da confiança dos empresários. Outro índice, de evolução da produção industrial do país, subiu para 50,5 pontos em julho e ficou acima da linha divisória dos 50 pontos. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que faz o levantamento, resultado indica estabilidade. O índice de evolução do número de empregados alcançou 48,2 pontos. Embora ainda indique retração no emprego, o índice é o maior desde março de 2014.

Nossa torcida é para a geração de empregos seja cada vez maior em meio às notícias de demissões e que a indústria, assim como o varejo continuem crescendo.

Mateus Rodrigues é jornalista e diretor do Grupo Cosmopolitano

 

Envie seu Comentário