João Pessoa: 22 de setembro de 2023

O papel da Segurança Cibernética em prol de uma internet mais segura – Por: Bruno de Lima

Publicado em: 8 de fevereiro de 2023

A internet é hoje, assim como a matemática, essencial em todos os aspectos.

 

A Advanced Research Projects Agency Network (acrônimo ARPANET; em português: Rede da Agência para Projetos de Pesquisa Avançada) foi uma rede de computadores construída em 1969 para transmissão de dados militares sigilosos e interligação dos departamentos de pesquisa nos Estados Unidos, inicialmente financiada pela então Agência de Projetos de Pesquisa Avançada (ARPA, atual DARPA) do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Foi graças a ARPANET que hoje temos acesso a internet. Sim, a internet surgiu e se concentra nos Estados Unidos. É através dos Estados Unidos que as redes de internet são ligadas a outros países via Fibra Óptica com cabos marítimos, criando os enlaces, conexões, redes e túneis de transporte de dados. Dessa maneira a internet chega até nós.

Com o crescente e promissor mercado da Tecnologia da Informação (TI), surgem muitos desafios para ser resolvidos pelos profissionais da área. Entre eles está a segurança dos sistemas de informação.

Uma das coisas mais valiosas que as pessoas e empresas têm é o sigilo de dados na internet. Os dados, na internet, são todas as informações de um usuário comum ou empresa em servidores de computadores.

Para garantir a segurança e integridade desse bem tão precioso que são os dados, bem como a integridade de sistemas da informação, surge a cibersegurança (cybersecurity) ou Segurança Cibernética.

A Segurança Cibernética compreende os profissionais de TI responsáveis pela segurança de sistemas na internet. Abrange ainda a área de direito digital e suas regulamentações, como crimes cibernéticos.

Segurança Cibernética é definida como “ações voltadas para a segurança de operações, de forma a garantir que os sistemas de informação sejam capazes de resistir a eventos no espaço cibernético capazes de comprometer a disponibilidade, a integridade, a confidencialidade e a autenticidade dos dados armazenados, processados ou transmitidos e dos serviços que esses sistemas ofereçam ou tornem acessíveis”, nos termos do Glossário de Segurança da Informação.

Uma internet cada vez mais segura é feita através da Segurança Cibernética. Entre as vantagens de se investir na segurança na internet está a redução de ameaças, riscos, invasões, perda de dados, indisponibilidade, e suas variantes. Empresas ou pessoas que investem em cybersecurity têm grandes chances de evitar problemas com segurança na web e redução de gastos.

O hacker black ou cibercriminoso é o sujeito que explora vulnerabilidades de sistemas da informação com o intuito de roubar informações. Dentre elas, podemos citar o roubo de senhas de banco, clonagem de WhatsApp, invasão de redes sociais como Instagram e Facebook, espionagem, desvio de dinheiro de contas bancárias, vazamento de dados confidenciais, venda de informações pessoais, negação de serviços, invasão de computadores ou dispositivos conectados à internet através de phishing, por exemplo. Nessa tática de invasão o cibercriminoso envia um e-mail para a vítima se passando por uma empresa ou falando de um assunto relevante. Geralmente esse e-mail contém anexos ou links. Ao baixar ou clicar em algo, um worm, adware, trojan, backdoor ou ransomware infecta seu dispositivo e envia informações privilegiadas ao cibercriminoso.

 

COMO SE DEFENDER

Para se defender de cibercriminosos é importante tomar cautela nos golpes e métodos utilizados.

Ao receber um e-mail, mesmo que pareça legítimo, só baixe anexos ou clique em links depois de ter certeza que não há riscos para você. Uma dica pra saber se um e-mail é seguro é observar se existem erros de português na sua composição, ofertas especiais, vantagens, brindes, envio de PIX, solicitação de dados sigilosos, afirmando ser de instituição bancária, prometendo vagas de emprego, prêmios e outras vantagens. Se isso acontecer e você não tiver solicitado esse tipo de contato, não clique, baixe anexos e nem faça nada que o e-mail solicita.

Já para e-mail, Instagram, WhatsApp, Facebook e alguns outros serviços na internet, procure deixar ativada a segurança/autenticação em dois fatores. Dessa maneira você dificulta a invasão e roubo de contas.

Não atenda ligações de números desconhecidos. Bancos, empresas de tecnologia como Meta, Facebook, Instagram, WhatsApp, Google, Microsoft, e similares não ligam ou mandam e-mail pedindo que você informe dados pessoais, como senhas bancárias ou de outras contas.

Se você receber uma ligação ou qualquer comunicação onde o cibercriminoso afirma que você tem algum problema ou está ganhando algo e pede que você forneça algum código que chegue por SMS ou E-mail, não forneça. Uma vez que você enviar uma sequencia de 6 números que chega via SMS, o ciberciminoso utiliza esse dado para clonar sua conta de WhatsApp, por exemplo.

Não existe sistema 100% seguro, porém, a maioria dos problemas de segurança na internet está relacionado ao fator humano, que executa, sem pensar, alguma ação que não deveria.

Se você desconfiar de algo ou sofrer um ataque de segurança na internet, procure um profissional de Tecnologia da Informação ou de Segurança Cibernética. Esse profissional pode orientá-lo melhor sobre o que você deve fazer.

A Segurança Cibernética trabalha em prol de uma internet cada vez mais segura. Mas, não esqueça do ditado popular: “esmola grande demais, o santo desconfia”.

Se você procura soluções em Tecnologia, conheça a Inove Virtual através do site: www.inovevirtual.info ou instagram: @inovevirtualbr – empresa especialista em TI e Defesa Cibernética do Grupo DIÁRIO DO PAÍS.

Por hoje é só;

Até a próxima!

Escrito por: Bruno de Lima – Cristão. Jornalista fundador do jornal digital DIÁRIO DO PAÍS – www.diariodopais.news . Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação (GTI) pela Estácio de Sá. Profissional de Tecnologia da Informação (TI) Microsoft Corporation PMC/CSP e Intel ITP. E-mail: bruno@diariodopais.news– Instagram: @brunodelimabr

 

 

Compartile:

Tags: